Expectativa de industriais melhora em setembro, diz CNI

As expectativas dos industriais para o aumento da demanda, das exportações, de compra de matéria-prima e do nível de emprego apresentaram melhora em setembro não apenas na comparação com agosto, mas também em relação ao mesmo mês do ano passado. A melhora do humor foi verificada por meio do levantamento Sondagem Industrial, divulgado na manhã desta sexta-feira pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).

CÉLIA FROUFE, Agencia Estado

21 de setembro de 2012 | 12h01

Para a demanda, a CNI identificou um crescimento das projeções de 58,5 pontos em agosto para 59,2 pontos este mês. Há um ano, o indicador estava em 58,5 pontos. Em um intervalo de 0 a 100 pontos, índices superiores a 50 pontos revelam otimismo e, abaixo, pessimismo em relação ao futuro. Dos 32 segmentos consultados (28 da indústria de transformação e quatro da extrativa mineral), os mais empolgados são os industriais do setor de bebidas, com 73,8 pontos. O único que apresentou pontuação inferior a 50 foi manutenção e reparação, com 39,7 pontos.

Houve leve melhora também dos prognósticos em relação às exportações, que passaram de 52,4 pontos em agosto para 52,6 pontos em setembro - em setembro de 2011 estava em 48,6 pontos. Em relação às compras de matérias-primas, o índice subiu de 55,2 pontos para 55,9 pontos do mês passado para este. Em setembro do ano passado, estava em 54,8 pontos. Já para o número de empregados, o indicador passou de 51,2 pontos para 51,8 pontos de agosto para setembro, acima também do resultado visto há um ano, de 51,6 pontos.

Tudo o que sabemos sobre:
indústriasondagemCNI

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.