Expectativa de juro menor nos EUA reduz queda da Bovespa

O Ibovespa caiu 0,12%, aos 62.624 pontos. Na mínima do dia, o indicador chegou a recuar 2%

Reuters, SÃO PAULO

24 de outubro de 2007 | 18h48

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) terminou a quarta-feira próxima do zero a zero, depois de ter passado quase toda a sessão em baixa. O mercado acompanhou a melhora em Wall Street na última hora dos negócios.  O Ibovespa - que mede o desempenho das ações mais negociadas na Bolsa - caiu 0,12%, aos 62.624 pontos. Na mínima do dia, o indicador chegou a recuar 2%. O volume de negócios ficou em R$ 5,3 bilhões.  Os principais índices de ações dos Estados Unidos operaram em baixa até o fim da tarde, abatidos pelo forte prejuízo do banco de investimentos Merrill Lynch e o resultado da varejista online Amazon.com, que desapontou investidores.  Mas subitamente o Dow Jones, o Standard&Poor's 500 e o Nasdaq - índices de ações norte-americanso - se recuperaram das mínimas do dia, em meio a especulações sobre possível corte iminente na taxa de redesconto pelo Federal Reserve. A taxa de redesconto é usada nos empréstimos que os bancos tomam diretamente junto ao Fed.  Em 17 de agosto, o Fed cortou a taxa de redesconto em 0,5 ponto, para 5,75%, em um movimento que surpreendeu o mercado e ajudou a promover recuperação nos mercados financeiros globais após a crise de crédito originada por problemas no setor imobiliário dos EUA. No mercado cambial, a moeda americana fechou em alta de 0,56%, cotada a R$ 1,8080.

Tudo o que sabemos sobre:
Mercado financeiroBovespa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.