finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Expectativa de manutenção da Selic em 11% é unânime no mercado financeiro

Apesar da inflação elevada, atividade fraca faz com que 80 instituições apostem que Copom não elevará juro na reunião que termina hoje

Denise Abarca e Maria Regina Silva, Agência Estado

16 de julho de 2014 | 10h27

É unânime a expectativa de que o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central manterá a Selic em 11% na reunião de julho, que termina nesta quarta-feira, 16. Das 80 instituições consultadas pela Agência Estado, todas acreditam que a autoridade monetária não fará qualquer alteração na taxa.

Confirmadas as previsões, o Copom terá mantido o juro inalterado pela segunda vez consecutiva. Na reunião anterior, de maio, o Banco Central parou de subir a taxa básica, após ter elevado de 10,75% para 11% no encontro de abril.

De acordo com os economistas, diante da situação da economia - atividade fraca em contraposição à inflação em 12 meses acima do teto da meta de 6,5% -, o mais recomendável no momento é manter a taxa onde está até que o quadro seja mais claro. Os profissionais citam, ainda, que toda a comunicação do Banco Central alimenta a ideia de estabilidade, principalmente quando, em discursos e nos documentos, reforça que os efeitos da política monetária se manifestam sobre os preços com defasagem.

2014. Até o fim do ano, a maioria dos economistas consultados acreditam que a taxa básica de juros da economia brasileira deve permanecer em 11% até o final de 2014. De um total de 80 casas, 71 esperam estabilidade da Selic no encerramento deste ano, enquanto nove preveem elevação dos juros. Deste montante, duas veem a taxa em 11,25%; cinco calculam Selic em 11,50%; e duas aguardam aumento para 12,00% no fim de 2014.

Tudo o que sabemos sobre:
copombanco central

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.