Expectativa do consumidor no RJ cai 1,2% em março

A expectativa do consumidor na cidade do Rio de Janeiro teve queda de 1,2% em março, ante fevereiro. O dado foi divulgado hoje pela Federação do Comércio do Estado do Rio de Janeiro (Fecomércio-RJ), em sua pesquisa sobre as expectativas do consumidor.De acordo com a análise, o Índice de Expectativa do Consumidor, que varia de 0 a 200, fechou o mês passado em 97,35 pontos, ante os 98,53 pontos observados em fevereiro. Para a Federação, a tendência passou a ser de queda, apesar da sazonalidade que tradicionalmente marca o indicador em março, por conta do fim das férias e da passagem do carnaval.Em comunicado da instituição, o coordenador do Núcleo Econômico da Fecomércio-RJ, Luis Otávio de Souza Leal, esclarece que o resultado pode ser um sinal negativo para o comércio, que ainda tem as vendas muito concentradas em bens que dependem de crédito.Porém, em outra comparação, os resultados ainda são positivos. Na comparação com março de 2003, o Índice de Expectativa do Consumidor apresentou alta de 26,38% em março deste ano, sendo esse o oitavo mês positivo nesse tipo de comparação.Formação do ÍndiceO Índice é formado por dois grupos: Situação Financeira Presente, que reflete a posição do consumidor hoje; e Expectativas Financeiras, que reflete a intenção de consumir, ou não, tendo em vista a expectativa em relação à situação financeira num futuro próximo. No caso de Situação Financeira Presente, o índice chega ao terceiro mês seguido de queda.Foram registrados 88,86 pontos em março, o que representa uma redução de 1,73% sobre fevereiro. Já o resultado da Expectativa Financeira de março ficou em 105,84 pontos. Apesar de ainda estar acima dos 100 pontos (o que representa otimismo), é o menor nível desde julho do ano passado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.