REUTERS/Hannah McKay
REUTERS/Hannah McKay

Expectativa para votação da Previdência é fevereiro, diz Meirelles

Em reunião com investidores em Londres, o ministro da Fazenda teria dito que as chances de aprovação das novas regras do INSS agora 'seriam de 50%'

Célia Froufe, correspondente, Broadcast

22 de janeiro de 2018 | 14h09

LONDRES - A expectativa para a votação da reforma da Previdência é fevereiro, e não em novembro, conforme afirmou nesta segunda-feira, 22, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, a jornalistas em Londres. Pela manhã, ele teve encontro com investidores e representantes de fundos de pensão. Alguns participantes relataram à imprensa após a reunião que o ministro teria dito que as chances de aprovação agora seriam de 50% ou, então, apenas em novembro, passada a eleição.

"A expectativa é em fevereiro, e não em novembro", afirmou agora fazendo questão de mostrar firmeza em sua resposta. Meirelles relatou que, durante a reunião, foi incitado a colocar um porcentual esperado para a aprovação, o que teria evitado por questões de precisão. "Então perguntaram: 'mas, então, tem pelo menos 50%?' Tem, tem sim, respondi", detalhou, acrescentando aos jornalistas que "a nossa expectativa é muito maior do que essa".

De acordo com o ministro, o mais importante é que a reforma seja aprovada e que o governo está trabalhando para isso. "O que se discute não é se haverá reforma, mas quando haverá a reforma. Idealmente, agora. Se não for agora, depois, mas que será feita uma reforma da previdência no Brasil não tem dúvida", argumentou, acrescentando que a situação atual da evolução das despesas e do déficit da previdência não são sustentáveis. Não só a médio como a longo prazos.

Meirelles se encontrou mais cedo com o ministro das Finanças britânico, Philip Hammond, e partirá para Davos ainda hoje, para participar do Fórum Econômico Mundial de Davos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.