coluna

Louise Barsi: O Jeito Waze de investir - está na hora de recalcular a sua rota

Exportação de couro cai 60% em janeiro para US$ 73,63 mi

Queda nas exportações é reflexo da escassez de crédito provocada pela crise financeira internacional

AE,

16 de fevereiro de 2009 | 16h54

As exportações brasileiras de couros movimentaram US$ 73,63 milhões no primeiro mês do ano, queda de 60% em comparação ao mesmo mês do período anterior, segundo dados elaborados pelo Centro das Indústrias de Curtumes do Brasil (CICB), com base no balanço da Secretaria de Comércio Exterior, do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.  O presidente do CICB, Luiz Bittencourt, diz que a queda nas exportações é reflexo da escassez de crédito provocada pela crise financeira internacional. "Além disso, o desempenho do setor é constrangido pelas altas taxas de juros, burocracia excessiva, precariedade do sistema de infraestrutura, e, principalmente, falta de capital de giro", diz ele.  Segundo Luiz Bittencourt, o setor reivindica iniciativas para revitalizar o segmento, como reajuste no Revitaliza (programa do Governo Federal que concede linhas de financiamento a capital de giro, investimento e exportação) e agilização nos ressarcimentos de créditos retidos nas exportações. "Nessa época de incertezas, crédito escasso e negócios reduzidos, o que os setores produtos precisam é de capital de giro", afirma o presidente do CICB.  Os principais destinos do couro brasileiro em janeiro foram a China e Hong Kong, ambos com US$ 25,5 milhões (34,58% de participação); Itália, com US$ 20,8 milhões (28,42% de participação); e Estados Unidos, US$ 4,5 milhões (6,15%). A Índia foi um dos mercados que mais cresceu em janeiro (205%), somando US$ 1,04 milhão, além do Peru (106%) que importou US$ 49,12 mil. O México foi outro país que aumentou 36% as compras do produto nacional, totalizando US$ 3,4 milhões.

Tudo o que sabemos sobre:
Exportaçãocouro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.