Exportação de eletroeletrônicos cresce 7,7% até setembro

A queda nas importações e o aumento das exportações garantiu uma redução do déficit da balança comercial do setor de eletroeletrônicos entre janeiro e setembro deste ano, segundo balanço preliminar da Associação Brasileira da Indústria de Elétricos e Eletrônicos (Abinee).As empresas do segmento ampliaram em 7,7% as vendas ao mercado externo nos primeiros nove meses do ano em relação ao mesmo período de 2002. As importações, por sua vez, caíram 9,5% na mesma comparação.As exportações somaram US$ 3,4 bilhões até setembro, e as importações, US$ 7 bilhões. O déficit foi de US$ 3,6 bilhões. No ano passado, até setembro era de US$ 4,5 bilhões. O principal destino são os EUA, com a compra de US$ 1,6 bilhão. O Sudeste Asiático é o maior vendedor de eletroeletrônicos ao Brasil, com vendas de US$ 2,9 bilhões, ou 41% das importações brasileiras.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.