Exportação e importação diminuem na 1ª semana de julho

O comércio exterior brasileiro em julho continua fraco. Segundo dados divulgados nesta segunda-feira pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, tanto as exportações quanto as importações na primeira semana do mês apresentaram recuo em relação à média diária de julho do ano passado. As exportações nesse período comparativo sofreram queda de 10,1% e as importações de 12,8%. Em relação a junho desse ano, a média diária das importações, no entanto, registrou aumento na primeira semana de 13,2%, depois de um período de forte queda no mês passado motivada principalmente pela greve do fiscais da Receita Federal. Já as exportações tiveram na primeira semana de julho queda de 0,5% em relação a média diária do mês passado. Os dados do Ministério do Desenvolvimento mostram que a queda das exportações nessa primeira semana do mês em comparação ao ano passado reflete principalmente o recuo de 30,6% nas vendas de produtos básicos e de 10,2% de semimanufaturados. As exportações de produtos manufaturados apresentaram no mesmo período um aumento de apenas 2,1%. As exportações de produtos básicos caíram com menores vendas, especialmente de petróleo em bruto, milho em grãos, minérios de ferro, algodão em bruto, minérios de alumínio, café em grão, farelo de soja, fumo em folhas e carnes de frango e bovina. A queda nas exportações de produtos semimanufaturados foi puxada pela redução nas vendas de celulose, semimanufaturados de ferro/aço, ligas de alumínio em bruto, ferro fundido, açúcar em bruto e ferro-ligas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.