Exportação e indústria ajudam Japão a sair da recessão

A economia do Japão atingiu o ponto máximo de desaceleração, disse o governo em seu relatório de junho. O governo manteve sua percepção de que as exportações e o setor manufatureiro estão ajudando a retirar o país da recessão. O governo observou, no entanto, que embora a economia tenha chegado ao fundo do poço, "permanece em situação severa". "Uma recuperação da economia é esperada", à medida que as exportações aumentam e as companhias revisam a produção em alta para repor estoques ", afirmou.No mês passado, o governo apenas disse que as exportações mais fortes poderiam oferecer sustentação à economia. O relatório afirmou ainda que a produção industrial e o lucro das empresas parecem melhores do que no mês passado. A produção parou de cair e algumas áreas, incluindo o segmento de semicondutores e outros bens de produção, começam a recuperar-se uma vez que a demanda externa mantém as indústrias funcionando mais tempo e as empresas trabalham até consumirem o excesso de seus estoques.Apesar do otimismo relativo, o caminho da recuperação não será suave. A deflação continua a atingir a economia e os investimentos das indústrias seguem em baixa, além de os elevados patamares do desemprego e a queda nos rendimentos continuarem intimidando os consumidores. O governo disse que os gastos com consumo continuam firmes. O relatório afirma ainda que o governo deverá seguir trabalhando com o Banco Central do Japão para "lutar" contra a deflação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.