Exportação para China deve crescer 20% em 2004, diz Furlan

O ministro do Desenvolvimento, Luiz Fernando Furlan, está prevendo um crescimento das exportações para China de 20% em 2004 em relação ao recorde registrado neste ano, quando os embarques de produtos brasileiros para a China deverão ultrapassar US$ 6 bilhões. A China tornou-se neste ano o segundo maior mercado para as exportações brasileiras, logo atrás dos Estados Unidos."Obviamente, não vamos crescer 90% a 100% como vimos neste ano, mas certamente as exportações para a China vão crescer 20% em 2004", disse Furlan, após participar de uma reunião preparatória para o Brazil Day, dia de eventos sobre o Brasil na Bolsa de Valores de Nova York, programado para 17 de novembro.O ministro disse que, por enquanto, as exportações para a China são de produtos básicos (soja, farelo de soja, minério de ferro, aço etc.), mas a expectativa é de que no próximo ano o Brasil esteja exportando produtos com maior valor. Um dos itens citados por ele é o de móveis.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.