Exportações brasileiras alcançaram US$ 8,99 bilhões em julho

As exportações brasileiras atingiram US$ 8,99 bilhões em julho, um crescimento de 54% em relação a igual período de 2003. Já as importações alcançaram US$ 5,5 bilhões no mês passado, aumento 42,3% na mesma base de comparação. Com isso, a balança comercial teve um superávit recorde (US$ 3,48 bilhões) para meses de julho. "Esperamos que, no segundo semestre, em virtude do crescimento das importações de bens de capital, que revela uma retomada de investimentos, e de matérias-primas, possamos ter um crescimento percentual um pouco superior ao das exportações", afirmou o secretário de Comércio Exterior, Ivan Ramalho. O secretário disse que a meta de superávit de US$ 28 bilhões para este ano está mantida, com previsão de US$ 88 bilhões em exportações e de US$ 60 bilhões em importações. Em 2003, o Brasil exportou US$ 73 bilhões em produtos. As exportações de produtos manufaturados (US$ 4,748 bilhões) e básicos (US$ 2,777 bilhões) registraram recordes históricos para todos os meses. Para os EUA, as vendas de siderúrgicos, aeronaves, combustíveis, máquinas e equipamentos subiram 42 % sobre as de julho de 2003, registrando US$ 2,029 bilhões. A Argentina foi o segundo destino das exportações brasileiras em julho, registrando US$ 723 milhões, aumento de 95%. Em seguida vem o México, com US$ 484 milhões, e a China, com US$ 451 milhões. Segundo o Ministério do Desenvolvimento, as importações de bens de capital cresceram 24% em julho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.