Exportações brasileiras em 2005 já superam o total de 2004

As exportações brasileiras em 2005 já superam o valor somado em todo o ano de 2004. Segundo dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic), até outubro as vendas externas somam US$ 96,623 bilhões ante US$ 96,475 bilhões em todo o ano de 2004. As exportações apenas em outubro somaram US$ 9,904 bilhões, cifra recorde para meses de outubro. As vendas externas no mês tiveram um incremento de 12% em relação a outubro de 2004, mas uma queda de 2,2% em relação a setembro de 2005. Trata-se do segundo mês consecutivo em que as exportações registram queda. Por outro lado, as importações em outubro apresentaram um aumento de 6,5% em relação a outubro de 2004 e de 3,5% ante setembro de 2005. As compras totalizaram US$ 6,218 bilhões, valor também recorde para meses de outubro. Segundo o Mdic, o saldo comercial de outubro de US$ 3,686 bilhões também é recorde para meses de outubro. A corrente de comércio no mês alcançou US$ 16,122 bilhões, também o melhor patamar para meses de outubro. Acumulado no ano já supera recorde de 2004 Com o resultado de outubro, a balança comercial acumulou nos primeiros 10 meses do ano um superávit recorde de US$ 36,35 bilhões, que supera o total de 2004, quando o Brasil conseguiu um saldo positivo sem precedentes de US$ 33,696 bilhões. Para este ano, o Banco Central fixou como meta um superávit comercial de US$ 38 bilhões, que está ao alcance das mãos, enquanto o mercado financeiro calcula que ele será de US$ 42 bilhões de dólares. Apesar dos bons resultados da balança comercial, os exportadores pedem ao Executivo medidas para frear a valorização do real frente ao dólar, pois consideram que uma moeda nacional muito forte reduz a competitividade dos produtos brasileiros. Nos últimos meses, o dólar foi negociado no Brasil abaixo dos R$ 2,30 e, segundo os analistas, não há perspectivas de que a curto prazo se inverta a tendência de queda da moeda americana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.