Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Exportações crescem 27% no ano

As exportações brasileiras de janeiro até agora estão 27% maiores que as do mesmo período de 2002. Do início do ano até a segunda semana de maio, segundo boletim divulgado há pouco pela Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, a média diária das exportações alcançou US$ 258,1 milhões ante US$ 203,3 milhões em igual período de 2002. No ano, as exportações somam US$ 22,457 bilhões ante US$ 18,096 bilhões no mesmo período de 2002.O boletim informou que o crescimento das vendas é reflexo do aumento das exportações em todas as categorias de produtos. As de produtos básicos registraram crescimento de 78%, principalmente graças a soja em grão, minério de ferro, petróleo em bruto, farelo de soja, carnes bovina, de frango e suína, e café em grão. As exportações de produtos semimanufaturados subiram 34,8%, graças ao bom desempenho das vendas de semimanufaturados de ferro e aço, couros e peles, ferro fundido em bruto, ferro-ligas, madeira serrada e alumínio em bruto. Os manufaturados apresentaram crescimento de 14,6%, destacando-se as exportações de motores para veículos, calçados, autopeças, bombas e compressores, móveis, motores, geradores e transformadores, pneumáticos e madeira compensada.Importações crescem 3,4%Também as importações vêm apresentando recuperação, sendo 3,4% superiores à média diária de janeiro até a segunda semana de maio do ano passado. Em 2003, a uma média diária de US$ 189,9 milhões, as importações totalizaram US$ 16,517 bilhões ante uma média diária de US$ 183,6 e um total de US$ 16,344 bilhões em igual período de 2002. Ampliaram-se os gastos com compras de adubos e fertilizantes (111,7%), cereais e produtos de moagem (63,2%), farmacêuticos (49,6%), siderúrgicos (35%), equipamentos elétricos e eletrônicos (28,1%) e químicos orgânicos e inorgânicos (17,9%). O superávit acumulado este ano já soma US$ 5,940 bilhões ante US$ 1,752 bilhão em igual período de 2002.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.