Exportações de pequenas e micro empresas cai 4,4%

Segundo presidente do Sebrae, valorização do real frente ao dólar é o fator que mais explica essa redução

Isabel Sobral, de O Estado de S.Paulo

10 de março de 2008 | 13h27

O número de pequenas e micro empresas exportadoras caiu 4,4% entre 2006 em relação a 2005. Foram 12.998 empresas de micro e pequeno porte que venderam seus produtos no exterior contra 13.538. É o que revela o estudo "As Micro e Pequenas Empresas na Exportação Brasileira - Brasil e Estados - 1998 - 2006", divulgado nesta segunda-feira, 10,  pelo Sebrae e produzido com base em dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex), por meio da Fundação Centro de Estudos do Comércio Exterior (Funcex).   Segundo o Sebrae, essa é uma tendência desde 1999 e a única exceção ocorreu em 2004 quando o número de pequenas empresas exportadoras cresceu duas vezes mais que o de grandes e médias empresas.   De acordo com o presidente do Sebrae, Paulo Okamotto, a valorização do real frente ao dólar é o fator que mais explica essa redução. "A valorização cambial tira muita competição dos pequenos", afirmou. O economista da Funcex, Fernando Ribeiro, acrescentou que, ao contrário das grandes e médias companhias que se utilizam da taxa de câmbio valorizada para importar insumos e, com isso, reduzir alguns custos de produção, as pequenas não conseguem utilizar essa estratégia.   O estudo mostrou ainda uma redução de participação das exportações das micro e pequenas empresas no valor total das exportações brasileiras. Após atingir 2,13%, em 1998, elas passaram a representar apenas 1,4% em 2006. O número de pequenas e micros que exportam continuamente também é pequeno. No ano de 2006, 31,8% das microempresas que exportaram também o fizeram continuamente em anos anteriores. As que exportaram de forma descontínua somaram 34,5% e 33,7% foram estreantes naquele ano.   O levantamento também apontou que é grande o número de micro e pequenas que desistem de exportar. Em 2006, esse índice foi de 45,4% entre as microempresas e de 21% nas pequenas.

Tudo o que sabemos sobre:
Sebraemicro empresas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.