Exportações do Brasil para a UE crescem 20% em 2007

As exportações brasileiras foram as que mais cresceram para a União Européia em 2007, entre os maiores parceiros comerciais do bloco. No ano passado, as vendas subiram em 20%, taxa acima do crescimento das exportações originadas da China (19%), Índia (16%) e Turquia (12%). O Brasil somou vendas de 32,5 bilhões de euros, contra 27,2 bilhões em 2006. Segundo a UE, o Brasil também foi o terceiro mercado que mais cresceu para os produtos europeus em 2007, com alta nas vendas dos países do bloco de também 20%. Em termos de mercado, o Brasil só perdeu em crescimento para a Rússia, com 23%, e Índia, com 21%. O mercado brasileiro chegou a crescer mais que a própria China em termos porcentuais. As exportações européias aumentaram em 12% para o mercado chinês. No total, o valor das exportações européias ao Brasil passou de 17 bilhões de euros em 2006 para 21,3 bilhões de euros no ano passado. Em termos absolutos, porém, o Brasil continua distante dos principais parceiros comerciais da Europa. O País exportou apenas um sétimo de todas as vendas da China para o mercado europeu. Em 2007, os chineses foram os maiores fornecedores de bens para os 27 países do bloco, somando 231 bilhões de euros, contra 180 bilhões de euros de exportações americanas. Na classificação geral, o Brasil ocupa a décima posição como principal parceiro europeu. No total, o déficit da Europa com o Brasil se ampliou em 2007, com um saldo negativo de 11,2 bilhões de euros. Em 2006, o saldo havia sido de 9,4 bilhões de euros a favor do Brasil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.