Exportações seguem crescendo mais que importações

Exportações somaram US$ 5,534 bilhões e as importações US$ 4,878 bilhões na semana passada

Eduardo Rodrigues / BRASÍLIA, O Estado de S.Paulo

21 de junho de 2011 | 00h00

A balança comercial registrou na semana passada um superávit de US$ 656 milhões, de acordo com dados divulgados ontem pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. A média diária de embarques manteve-se acima de US$ 1 bilhão. Ao todo, as exportações somaram US$ 5,534 bilhões, enquanto as importações atingiram o montante de US$ 4,878 bilhões.

Nos 13 primeiros dias úteis de junho, a balança acumula um saldo positivo de US$ 2,615 bilhões. Os embarques no mês totalizam US$ 14,273 bilhões, com média diária 34,9% superior ao desempenho obtido em junho do ano passado. Já as compras do exterior chegam a US$ 11,685 bilhões, com crescimento de 27% na mesma comparação.

O principal motor das exportações brasileiras continua sendo as commodities, cujos preços seguem valorizados no mercado internacional.

Na comparação com junho de 2010, o maior crescimento nos embarques ocorreu entre os produtos básicos, com 50% de aumento, principalmente em café em grão, petróleo em bruto, soja em grão, farelo de soja, minério de ferro e carnes de frango, suína e bovina.

Já as vendas de bens intermediários foram 30,5% superiores nessa comparação, com destaque para os produtos semimanufaturados de ferro e aço, alumínio em bruto, ferro fundido, óleo de soja em bruto, celulose e couros e peles. Por último, os embarques de industrializados apresentaram aumento de 20,4%, sobretudo em polímeros plásticos, máquinas para terraplanagem, veículos de carga, motores e geradores, açúcar refinado e autopeças.

Do lado das importações, as compras nas três primeiras semanas deste mês apresentaram uma expansão de 27% em relação à média diária de junho de 2010, com aumento nos gastos, principalmente, com adubos e fertilizantes, químicos orgânicos e inorgânicos, borracha, combustíveis e lubrificantes e aparelhos eletroeletrônicos.

Com o resultado parcial de junho, a balança comercial brasileira acumula superávit de US$ 11,170 bilhões em 2011. No mesmo período do ano passado, a balança teve saldo positivo de US$ 7,404 bilhões.

Analistas consultados semanalmente pelo Banco Central estimam um superávit de US$ 20 bilhões para o ano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.