coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Exportações têm queda de 7,7% nos preços em 5 meses

As exportações brasileiras acumulam de janeiro a maio desde ano uma perda de 7,7% nos preços em relação ao mesmo período do ano passado. Se comparados meses de maio de 2002 e 2001, essa queda é de 4,9%. A secretária de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Lytha Spíndola, disse que a redução dos preços no mercado internacional causou uma perda de receita na balança comercial de cerca de US$ 2,1 bilhões nos cinco primeiros meses ante o mesmo período de 2001. Lytha Spíndola chamou atenção para a queda nos preços dos produtos manufaturados. Até maio, a perda acumulada é de 5,4%. Segundo a secretária, o setor de manufaturados foi o único a manter um índice positivo no ano passado, mas desde o início do ano vem apresentando uma queda constante nos preços dos produtos. O setor de produtos básicos teve uma redução de 9% e os semimanufaturados, 11,4%. Lytha Spíndola atribuiu a queda nos preços internacionais ao desaquecimento da economia mundial. Em termos de volume, as exportações também acumulam uma queda de 5% nos primeiros cinco meses deste ano, ante o mesmo período de 2001. A categoria mais atingida foi a de manufaturados, que apresentou queda de 8%, em razão das vendas para a Argentina. Básicos e semimanufaturos registraram redução de 1,6% e 1,9%, respectivamente.

Agencia Estado,

25 de junho de 2002 | 16h27

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.