Exxon pode ser multada na África por queima de gás

A Guiné Equatorial deverá aplicar uma pesada multa sobre a petrolífera norte-americana ExxonMobil nas próximas semanas por queimar gás natural em suas operações no país, caso as conversas não sejam suficientes para resolver a questão. A informação é do vice-ministro de petróleo, Gabriel Nguema Lima.Terceiro maior produtor de petróleo na África subsaariana depois de Nigéria e Angola, a Guiné Equatorial alertou há um ano que a Exxon enfrentaria uma multa mínima de US$ 300 milhões se não criasse um plano para acabar com a prática de queimar gás.O governo quer usar o gás natural como combustível em usinas de energia e para outros propósitos industriais. A Exxon produz gás em associação com os cerca de 230 mil barris diários de petróleo que retira do campo de Zafiro, o maior do país.A porta-voz da Exxon, Margaret Ross, afirmou que a companhia continua em discussões com a companhia nacional de gás da Guiné Equatorial, a Sonagás, para encontrar meios de comercializar o gás produzido em suas operações. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.