Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Exxon quer da PDVSA pagamentos adiantados até 2035

A estatal Petróleos de Venezuela (PDVSA) argumentou a um tribunal do Reino Unido que a reivindicação de US$ 12 bilhões feita pela ExxonMobil se refere a um complemento aos pagamentos que receberia até 2035 se o projeto não tivesse sido nacionalizado no ano passado. A PDVSA afirmou que qualquer reivindicação poderia cobrir somente o ano fiscal até agora e não acelerar o pagamento de todo o projeto até 2035.A PDVSA também disse que, mesmo que a ExxonMobil vencesse o caso sobre o congelamento de ativos da empresa venezuelana, o valor deveria se referir a um número muito menor de ativos e não aos US$ 12 bilhões pedidos pela companhia norte-americana.Os advogados que representam a PDVSA também reiteraram que o caso não deveria ser julgado por uma corte do Reino Unido, já que a PDVSA não é uma companhia inglesa e não possui ativos, negócios ou contas bancárias ali. A PDVSA tinha uma subsidiária, a PDV UK, mas ela foi fechada em dezembro de 2006.Originalmente, o tribunal iria chegar a uma decisão preliminar na terça-feira da próxima semana, mas agora tem crescido a possibilidade de a audiência durar até quarta-feira. As informações são da Dow Jones.

DANIELLE CHAVES, Agencia Estado

29 de fevereiro de 2008 | 16h48

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.