carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

Faber-Castell recolhe borracha com substância tóxica

A Faber-Castell, uma das maiores fabricantes brasileiras de material escolar, começou a substituir as borrachas TK Plast fabricadas antes de 13 de setembro do ano passado por outras. A iniciativa começou após uma entidade de defesa do Consumidor, a Pro Teste, divulgar que a borracha (modelos branco com embalagem azul e amarelo com embalagem amarela) apresentavam a substância química ftalato em sua composição.Os consumidores que compraram o produto antes de 13 de setembro de 2007 ou têm dúvidas sobre as borrachas que possuem em casa devem entrar em contato com a Faber-Castell pelo telefone 0800-7720025, entre 8 horas e 18 horas. A ligação é gratuita. A empresa, no entanto, não caracterizou a ação como um recall. "Não existem estudos conclusivos sobre os riscos à saúde decorrentes do uso de ftalato, sendo que nos EUA ainda não há uma legislação de restrição ao seu uso, e a Comunidade Européia, como medida preventiva, determinou a retirada desse componente", afirma a empresa, em comunicado.O ftalato é uma substância ainda em estudo, mas há suspeitas de que ele possa causar danos à saúde. "Na Europa, o nível de ftalato presente em um produto não pode ser superior a 0,1%", explica Maria Inês Dolci, coordenadora da Pro Teste. "Nas borrachas da Faber-Castell, havia 50 vezes mais ftalato do que o permitido." As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

AE, Agencia Estado

29 de fevereiro de 2008 | 10h04

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.