Dado Ruvic/ Reuters
Dado Ruvic/ Reuters
Imagem Fábio Gallo
Colunista
Fábio Gallo
Conteúdo Exclusivo para Assinante

Acessar o Tik Tok para saber sobre investimentos da moda não é a melhor maneira de se fazer aportes

Em meio a muita coisa boa, há desinformação que gera ganho somente para quem vende falsas expectativas

Fabio Gallo*, O Estado de S.Paulo

02 de abril de 2022 | 04h00

O avanço da tecnologia e a disseminação de aplicativos têm trazido novas maneiras e facilidades aos investimentos. A internet nos proporciona, além de agilidade para investir, acesso a muitas possibilidades de aquisição de conhecimento em relação às finanças pessoais. O problema é separar o joio do trigo. 

Em meio a muita coisa boa, há desinformação que gera ganho somente para quem vende essas falsas expectativas. Os jovens, num mundo ideal, começariam a poupar pensando na aposentadoria, aprenderiam com a experiência dos mais velhos e seguiriam firmemente o seu próprio plano financeiro e estratégia de investimentos.

Como não vivemos num mundo ideal, os jovens investem em risco e muitas vezes sentem a dor dos próprios erros. Assim, acessar aplicativos como o Tik Tok para saber sobre investimentos está na moda, como mostram os vídeos de aplicações Day Trade, operações em que o investidor compra e vende ações e outros títulos no mesmo dia, buscando aproveitar-se das oscilações de preços. 

Os vídeos têm muita agitação, carros de luxo, aviões e gente dizendo que ganha muito dinheiro no mesmo dia e com pouco esforço, formato que estimula a produção de dopamina, o “hormônio do prazer” – apesar de vídeos alertarem sobre o caráter enganoso desse tipo de operação, que é altamente especulativa. O fato é que comprar e vender ações no mesmo dia está mais para aposta do que para investimento. 

Os defensores desse tipo de negociação justificam que quem tem muito apetite pelo risco, com sangue-frio e conhecimento de mercado, consegue altíssimo retorno. Logicamente há gente que ganhou muito dinheiro; da mesma forma, há gente que ganhou dinheiro na loteria. Portanto, esse argumento não mostra que seja uma boa oportunidade para todos. 

Ao contrário: estudos nacionais e internacionais mostram que, mesmo no caso de investidores experientes, isso não é bem verdade. Como já citado aqui nesta coluna, quando essas operações são analisadas com detalhes, chega-se à conclusão de que o número de especuladores que conseguem apresentar resultados consistentes e economicamente significantes a partir de operações Day Trade é extremamente reduzido se comparado a qualquer outra profissão com possibilidades de ganhos equivalentes. 

Além disso, o custo de operação é alto porque exige dedicação diária e concentrada. Até o imposto de renda é mais alto, com alíquota de 20% sobre qualquer ganho, enquanto o investidor regular paga 15% e com isenção nas alienações de até R$ 20 mil no mês. Quer ganhar dinheiro? Invista de forma consistente e mais inteligente. 

* PROFESSOR DE FINANÇAS DA FGV-SP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.