seu bolso

E-Investidor: O passo a passo para montar uma reserva de emergência

Fabricante de máquinas AGCO demite mais 139 no RS

Empresa alega 'impactos da situação macroeconômica'; em dezembro, 151 funcionários foram demitidos

SANDRA HAHN, Agencia Estado

16 de fevereiro de 2009 | 11h06

A fabricante de máquinas agrícolas AGCO demitiu, na sexta-feira, 139 funcionários da unidade de Santa Rosa, que produz colheitadeiras, no noroeste gaúcho. A companhia alegou que "impactos da situação macroeconômica atual", especialmente no segmento de colheitadeiras, motivaram as dispensas. Em dezembro, a empresa havia demitido 151 funcionários na mesma unidade. Após as rescisões de dezembro, o quadro era de 787 funcionários em Santa Rosa. Veja também: De olho nos sintomas da crise econômica  Dicionário da crise  Lições de 29 Como o mundo reage à crise O Sindicato dos Metalúrgicos da cidade teve reuniões com a AGCO durante dois dias na semana passada. A AGCO não concedeu entrevista e preferiu se manifestar por meio de nota na qual confirma as demissões e diz que um acordo com o sindicato reduziu o número de dispensas, já que a previsão era cortar mais que o dobro de funcionários. "Nos próximos meses, haverá ainda entre as partes a necessidade de negociação de férias e compensação de jornada de trabalho", afirma a nota, sem detalhar as medidas. A empresa também lembra que o quadro de pessoal aumentou de 445 para 787 em Santa Rosa entre dezembro de 2006 e o mesmo mês de 2008. Os funcionários dispensados receberão plano de saúde por cinco meses, de acordo com o sindicato. A AGCO diz que, quando houver reação do mercado, dará prioridade de recontratação aos demitidos.

Tudo o que sabemos sobre:
demissõesAGCO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.