Fabricante do BlackBerry anuncia concorrente do iPad

Tablet da RIM, que deve ser lançado no começo de 2011 nos EUA, terá tela com metade do tamanho do rival

, O Estado de S.Paulo

28 de setembro de 2010 | 00h00

NOVA YORK

A empresa que criou o BlackBerry - ainda o celular dominante entre executivos - acredita que os consumidores corporativos ainda terão espaço na maleta para pelo menos mais um aparelho: o PlayBook.

A Research in Motion (RIM), fabricante do BlackBerry, apresentou ontem o seu tablet e prometeu começar as vendas nos Estados Unidos no começo de 2011, com o lançamento para outros países no decorrer do ano. Com ele, a RIM aposta em um aparelho menor e mais leve do que o iPad, da Apple, que praticamente inaugurou o mercado de tablets no mundo quando começou a ser vendido em abril.

O PlayBook terá uma tela de 7 polegadas, metade do tamanho do iPad, e um peso de 400 gramas (o iPad tem 700 gramas). E, diferentemente do tablet da Apple, o PlayBook terá duas câmeras, uma frontal e outra traseira.

Ele poderá servir como uma extensão do BlackBerry, com tela maior, usando uma conexão segura de curto alcance do próprio telefone.

Quando a conexão é cortada - por exemplo, quando o PlayBook está longe do telefone -, nenhum dado importante, como e-mails da empresa, fica armazenado no tablet. Fora do alcance do Wi-Fi, o PlayBook pode se conectar usando um BlackBerry e a rede celular.

Mas o tablet também pode ser usado sozinho. Jim Balsillie, um dos executivos chefes da RIM, disse que o objetivo é que o PlayBook ofereça uma experiência completa de um computador, incluindo a exibição de sites em Flash. / ASSOCIATED PRESS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.