Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
Divulgação
Divulgação

Em propaganda, Philip Morris diz que vai deixar de fabricar cigarros

Peça publicitária da dona da Marlboro, veiculada na Inglaterra, diz que 'o melhor a fazer é parar de fumar'; subsidiária brasileira confirma que Iniciativa faz parte de estratégia global da empresa

O Estado de S.Paulo

05 de janeiro de 2018 | 19h03

A fabricante de cigarros Philip Morris, dona da marca Marlboro, anunciou que abandonará em breve o negócio de cigarros. O comunicado foi feito por meio de anúncios publicitários na Inglaterra. Em nota, a subsidiária brasileira confirma que iniciativa faz parte de uma estratégia global da empresa.

A companhia aproveitou esta época do ano para declarar sua saída de um mercado que, antes bastante lucrativo, agora luta para sobreviver diante de uma sociedade que luta contra o tabagismo.

A partir de agora, a ideia é apostar em produtos que oferecem menos risco a saúde, como produtos de tabaco aquecido, avaliados como melhores do que cigarros. Por meio de sua assessoria de imprensa, a Philip Morris afirma que há mais de 10 anos vem trabalhando com esse tipo de produto, que avança de acordo com a legislação em cada mercado.

++ PF apura fraude em fabricante de cigarros

O mercado brasileiro poderá ver os efeitos dessas iniciativas em breve. A companhia informa que a Anvisa deverá regulamentar já nas próximas semanas esses novos produtos através da revisão da RDC 90, que normaliza todos os produtos de tabaco. Assim, é possível que decisão semelhante seja tomada no mercado nacional.

Tudo o que sabemos sobre:
Philip Morris

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.