Fabricantes lançam armas exclusivas para mulheres nos Estados Unidos

Associação que reúne defensores do direito ao uso de armas tentam atrair público feminino

Agências internacionais,

07 Maio 2013 | 16h18

 

HOUSTON - Ao lado de armas da guerra civil e modernos fuzis AR-15 expostos na convenção anual da Associação Nacional do Rifle, nos Estados Unidos, algumas armas chamam a atenção dos visitantes. São revólveres e até rifles com detalhes em rosa.

"As mulheres não precisam se vestir como um homem para poder carregar uma arma", explicou Taylor Johnston, representante de vendas da Flashbang Coldres, à NBC News. "Elas querem manter a aparência feminina sem deixar de se sentir seguras", acrescentou.

A Associação Nacional do Rifle, entidade sem fins lucrativos que defende o direito ao uso de armas, decidiu investir no mercado feminino depois do episódio de Newtown, Connecticut, que deixou 20 crianças  e seis adultos mortos em dezembro.

Na convenção, os organizadores ofereceram um almoço, coquetel e curso de tiro de pistola apenas para as mulheres. Em fevereiro, a associação contratou uma especialista para criar o blog "Guia feminino para o uso de armas". Na convenção esta semana, vários fabricantes apresentaram produtos exclusivo para mulheres, como o sutiã porta revólver que aparece na foto abaixo.

De 5 milhões de membros da associação, apenas uma pequena fração é formada por mulheres. A meta agora é ampliar a participação feminina para 500 mil até o ano que vem.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.