Fábricas de calçados dão férias coletivas

DEMANDA EM QUEDA

, O Estadao de S.Paulo

10 de junho de 2009 | 00h00

As fábricas de Birigui (SP), maior polo de calçados infantis do País, começaram ontem a conceder férias coletivas de 10 a 20 dias a 5 mil funcionários. A medida vai atingir 29% dos 19 mil trabalhadores do setor na cidade. A crise internacional ampliou a queda nas encomendas no fim do semestre. Com isso, 36 mil dos 230 mil pares fabricados por dia deixarão de ser produzidos pelas 196 indústrias do município. De acordo com Wagner Poli, presidente do Sindicato das Indústrias de Calçados e Vestuários de Birigui (Sinbi), a crise causou uma redução de 5% ao mês na produção e faturamento das empresas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.