Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Falências e concordatas registraram queda em 2005

O número de falências e concordatas observadas no mercado brasileiro registrou queda ao longo do ano passado, de acordo com um estudo divulgado hoje pela Centralização dos Serviços dos Bancos SA (Serasa). As falências decretadas recuaram 17,8% nos doze meses, para 2.876 registros. Já os requerimentos de falências fecharam o ano em queda de 31,4% na comparação com 2004, atingindo um total de 9.548 ocorrências.Enquanto isso, o volume de concordatas deferidas caiu 43,8% em relação a 2004, encerrando o ano passado em 68 registros. Desde que começou a valer a nova lei de falências, em junho de 2005, foram contabilizados 110 pedidos de recuperação judicial de empresas e nenhum pedido de recuperação extrajudicial.Na avaliação da Serasa, os dados do ano passado sugerem que o aumento observado na inadimplência de pessoas jurídicas ainda não começou a se refletir nos dados referentes a falências, concordatas e recuperações judiciais. Até novembro do ano passado, a inadimplência havia avançado 14,1%. A Serasa destacou, no entanto, que um efeito deste cenário ainda deve se fazer sentir nos dados relacionados à insolvência de empresas.Em dezembro, especificamente, o volume de falências decretadas caiu 39,9% em relação ao mesmo mês de 2004, para 173 registros. Enquanto isso, requerimentos recuaram 58,2%, alcançando 540 ocorrências. O número de concordatas deferidas foi reduzido em 90%, para 10 registros, ao mesmo tempo em que requerimentos de recuperação judicial atingiram 20 ocorrências.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.