Falta de acesso ao mar custa ao Paraguai 3,8% de seu PIB

A falta de um litoral marítimo gera ao Paraguai uma carga anual de 3,8% de seu Produto Interno Bruto (PIB), pelas despesas adicionais com exportações e importações, informaram fontes do setor nesta segunda-feira."Calculamos que cerca de 3,8% do produto interno bruto afeta todo nosso comércio, importador e exportador, por nossa mediterraneidade", afirmou Ricardo Santos, presidente da Câmara de Comércio e Serviços do Paraguai."Se houvesse menos gastos, seria possível oferecer produtos mais baratos, tanto em nível interno como externo", informou o empresário, em entrevistas a rádios locais.Segundo a Câmara, 49% dos produtos que entram e saem do Paraguai são transportados por terra, 50% por via fluvial e apenas 1% por via aérea ou ferroviária.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.