finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Falta de acordo na OMC pode atrapalhar Alca, diz Rodrigues

A não implementação de um acordo agrícola em Cancún e a possibilidade de prorrogação dos prazos da rodada impedirão as negociações para a criação da Área de Livre Comércio das Américas (Alca). A avaliação é do ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues. Ele lembrou que, nas discussões para a criação da Alca, os americanos só aceitaram discutir as políticas de apoio interno depois que o assunto fosse resolvido no âmbito da Organização Mundial do Comércio (OMC). Na contrapartida, o Brasil retirou da Alca pontos de negociação de seu interesse, o que resultou na chamada "Alca light".Para Rodrigues, esse impedimento poderá levar os Estados Unidos a colocar temas como apoio interno à agricultura em discussão na proposta de formação da Alca. "Por causa do atraso na OMC, uma hipótese é que eles voltem a discutir o assunto na proposta de criação da Alca", afirmou, em entrevista por telefone de Cancún. "A outra hipótese é que a Alca fique parada, sem avanços", completou. Ele avaliou também que a inexistência de um acordo agrícola na OMC pode levar a União Européia a buscar o Mercosul como parceiro. Com o impasse nas negociações multilaterais, Rodrigues aposta em acordos bilaterais. Rodrigues afirmou que, em Cancún, teve contato com Estados Unidos, Canadá, Nova Zelândia e Austrália, entre outros, países que demostraram interesse em fechar acordos bilaterais com o Brasil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.