Falta de pesos mantém estabilidade cambial

A falta de pesos no sistema financeiro continua conseguindo estabilizar, pelo menos por ora, a taxa de câmbio no mercado paralelo da Argentina. As casas de câmbio na city portenha estavam operando a uma taxa entre 1,55 e 1,60 para compra e entre 1,65 e 1,80 peso para venda. Percorrendo algumas ruas do centro, porém, é possível encontrar cambistas, os chamados "arbolitos" (arvorezinha, em espanhol, por ficarem plantados nas calçadas) comprando dólar a R$ 1,50 e vendendo a R$ 1,70. De acordo com um destes cambistas, as operações são extremamente reduzidas, primeiro porque a grande maioria dos argentinos prefere vender dólares do que comprar, justamente devido à falta de liquidez de pesos no mercado. Há mais de dez anos não se via filas e muito menos arbolitos nas ruas de Buenos Aires. Segundo um deles, começou a haver uma certa migração de cambistas de outros países para Buenos Aires em busca deste novo mercado livre de dólares.Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.