Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Falta definir juros e crédito rural, diz ministro

O ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues, reiterou que o governo pretende lançar o Plano Agrícola e Pecuário 2003/04 até o final de maio. "Não posso adiantar nada. Não fechamos ainda a questão dos juros, do crédito rural e o montante que será liberado. Mas as discussões estão bem adiantadas e a conversa com o ministro da Fazenda Antônio Palocci está muito boa", afirmou Rodrigues. Ele, técnicos do Ministério da Agricultura e o secretário executivo do ministério da Fazenda, José Amauri Dimarzio, estiveram reunidos com Palocci ontem à noite. A reunião terminou por volta de 21 horas. Em relação à quarta reunião ministerial, Rodrigues disse que apresentou aos demais ministros e ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva a importância de manter disponíveis recursos para a Embrapa e a área de Defesa. "Deixei claro que não pode haver contingenciamento na pesquisa e na defesa, dois programas importantes para o País", afirmou Rodrigues. Ele disse que também apresentou dados que comprovam que o crescimento da agricultura implica em alavanca para outras áreas, como logística e infra-estrutura. Rodrigues deu a cada um dos participantes da reunião uma apostila com tópicos de prioridades do Ministério da Agricultura, um livro da Embrapa e um da Abag. Quanto ao projeto de lei que o Executivo prometeu encaminhar ao Congresso Nacional regulamentando a biotecnologia no País, o ministro disse que as discussões serão feitas entre os participantes da comissão interministerial, formada por nove ministérios.

Agencia Estado,

21 de maio de 2003 | 09h57

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.