Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Faltam investidores em logística no Brasil, diz EPL

O presidente da Empresa de Planejamento e Logística (EPL), Bernardo Figueiredo, disse, nesta quarta-feira, 30, que o Brasil não tem empreendedores suficientes para dar conta da quantidade de investimentos em logística que o País demanda.

EDUARDO RODRIGUES, Agencia Estado

30 de outubro de 2013 | 13h33

"Estamos tentando contratar R$ 40 bilhões por ano em investimentos de infraestrutura em logística, mas percebemos que não temos investidores suficientes. Fizemos projetos atrativos, mas não temos empreendedores capazes de abarcar tudo isso. Ficamos muito tempo sem investir e não criamos essa capacidade empreendedora", alegou, durante videoconferência "Rumos da Indústria" realizada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Figueiredo reforçou que o Brasil continua atrativo para os investidores e argumentou que os projetos apresentados pelo governo têm sim atratividade. "Nossos gargalos representam oportunidades de investimento. Nenhum outro País tem essa capacidade de crescimento se forem resolvidos os problemas de logística. A questão que a gente enfrenta é que temos que passar o patamar de investimentos em logística de R$ 15 bilhões por ano para R$ 100 bilhões", completou.

Tudo o que sabemos sobre:
EPLlogística

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.