Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Faltam R$ 25 bilhões ao BNDES no orçamento de 2008

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) está com entre R$ 20 bilhões e R$ 25 bilhões a menos do que é necessário para atender a demanda de desembolsos para o ano que vem. Segundo o presidente do banco, Luciano Coutinho, o banco tem garantidos recursos de R$ 50 bilhões, mas precisa cobrir aquele "hiato".Apesar de confirmar que é necessário cobrir a diferença para o financiamento, ele assegura que não faltarão recursos. "Temos absoluta segurança de que ele (o hiato) será coberto", comentou o presidente do banco, depois de participar de uma apresentação na Associação Comercial do Rio de Janeiro (ACRJ). Segundo ele, o assunto deve ser definido até meados de dezembro.Coutinho também explicou que o banco não vai pressionar o superávit primário (economia que o governo faz para pagar os juros da dívida pública) para levantar os recursos adicionais. A complementação de recursos para o banco vem sendo discutida com os Ministérios da Fazenda e do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC).Presente ao mesmo evento, o diretor financeiro do banco, Maurício Borges Lemos, argumentou que algumas alternativas são a ampliação de recursos do FAT, captação no mercado interno via debêntures, financiamentos de órgãos como Banco Interamericano de Desenvolvimento, Banco Mundial, JBIC (agência de fomento do Japão), venda de parte da carteira de ações, além de verbas do próprio governo. Borges comentou que "o governo tem vários lugares com recursos esterilizados".Na prática, os desembolsos do banco somam R$ 66,6 bilhões nos 12 meses encerrados em outubro, enquanto as aprovações, para liberações futuras, rondam os R$ 89 bilhões.

NILSON BRANDÃO JUNIOR, Agencia Estado

13 de novembro de 2007 | 16h56

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.