Famílias ficam menos endividadas em outubro, diz CNC

Porcentual de famílias que declaram possui dívidas caiu de 63,1% para 60,2%, segundo pesquisa da CNC

Daniela Amorim, O Estado de S. Paulo

23 de outubro de 2014 | 11h46

As famílias estão menos endividadas e menos inadimplentes, segundo a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic) referente a outubro, divulgada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). O porcentual de famílias que declaram possuir dívidas foi de 60,2% em outubro, uma queda de 2,9 pontos porcentuais em relação a setembro, quando essa fatia era de 63,1%. O montante também foi menor do que o registrado um ano antes, em outubro de 2013, quando as famílias endividadas correspondiam a 62,1%. 

A pesquisa considera como dívidas parcelas a vencer em cheque pré-datado, cartão de crédito, cheque especial, carnê de loja, empréstimo pessoal, prestação de carro ou seguro. O porcentual de famílias com contas em atraso também diminuiu, de 19,2% em setembro para 17,8% em outubro. Em outubro de 2013, os inadimplentes somavam 21,6%.  

Outro indicador que mostrou melhora foi o total de famílias que declararam não ter condições de pagar suas contas ou dívidas em atraso e que, portanto, permaneceriam inadimplentes, com diminuição em ambas as bases de comparação. Essa fatia de inadimplentes sem condições de honrar as dívidas ficou em 5,4% em outubro, o menor patamar da série histórica do indicador. Em setembro, essas famílias totalizavam 5,9%. Em outubro do ano passado, o porcentual estava ainda mais alto, de 7,3%.

Tudo o que sabemos sobre:
dívidas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.