Reprodução das redes sociais
Reprodução das redes sociais

Fantasia de 'negão do Whatsapp' na festa da firma causa demissão

Imagem do fantasiado brasileiro nas redes sociais fez a matriz da empresa nos EUA pedir a demissão do funcionário, e também do diretor e presidente, que tentaram amenizar a situação

O Estado de S.Paulo

05 de janeiro de 2018 | 12h39

Uma festa à fantasia de fim de ano dos funcionários da subsidiária brasileira da multinacional Salesforce, em dezembro, teria causado a demissão de um funcionário, do diretor comercial e do diretor-presidente. Segundo versão que circula na internet, o funcionário se vestiu do  popular meme "Negão do WhatsApp". Ele colocou uma toalha no ombro, vestiu um chapéu e improvisou uma prótese para imitar o pênis do personagem.

+ EUA geram 148 mil vagas de emprego em dezembro

A imagem do fantasiado, publicada no Facebook, não foi bem vista na matriz, em San Francisco, Estados Unidos, que pediu a demissão do funcionário. O diretor comercial tentou mantê-lo no cargo e a sede, então, teria decidido desligá-lo também. Até que o presidente da subsidiária tentou interferir e amenizar a situação, mas teve o mesmo destino dos outros funcionários.

+ Conta de luz e telefone mais barata derrubam a inflação da baixa renda em dezembro

Segundo o jornal Folha de S.Paulo, pessoas próximas ao caso consideraram a punição exagerada e contraditória com o discurso da empresa, de defesa da diversidade.

Procurada, a Salesforce confirmou os desligamentos e disse que os executivos deram importantes contribuições durante suas atuações na companhia. Por política da empresa, a Salesforce disse que não comentaria o motivo da saída de funcionários.

 

Tudo o que sabemos sobre:
Salesforce

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.