Farmacêuticos avançam 14,6%

As importações de produtos farmacêuticos avançaram 14,6% de janeiro a maio, para US$ 1,4 bilhão. Para o secretário de Comércio Exterior, do Ministério do Desenvolvimento, Welber Barral, o setor é o maior responsável pelo aumento das compras externas de bens de consumo não-duráveis, pois as vendas de remédios cresceram muito com a expansão da classe média. Ele diz que a produção nacional também aumentou, mas boa parte dos remédios é importada, por causa da exigência de patentes.Jochen Bohner, diretor financeiro da suíça Novartis, conta que o mercado farmacêutico sofreu o impacto da turbulência no fim de 2008 e no primeiro trimestre de 2009, mas voltou aos níveis pré-crise após abril.Até maio, as vendas e as importações da Novartis subiram 5% ante igual período de 2008. A empresa não revela o porcentual de importados em seu portfólio, mas confirma que é "grande parte".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.