Reprodução
Reprodução

Revista ‘Fast Company’ vai ganhar versão nacional

Publicação americana terá pelo menos duas edições impressas por ano

Fernando Scheller, O Estado de S.Paulo

04 de janeiro de 2021 | 05h00

Conhecida por identificar o que há de mais novo no mundo da tecnologia e da criatividade, a revista americana Fast Company vai desembarcar no Brasil em operação capitaneada pelo publicitário Marcelo Lobianco e que terá o jornalista Eduardo Vieira como conselheiro editorial. 

Além de presença online – com estreia prevista ainda para o mês de janeiro –, a publicação terá pelo menos duas edições impressas por ano, dedicadas a dois rankings mundiais que serão “tropicalizados”: o das empresas mais inovadoras e o dos profissionais mais criativos no mundo dos negócios.

Um dos focos da Fast Company por aqui, de acordo com Lobianco, será a cobertura das startups nacionais. O executivo, que já teve passagens por agências de publicidade (presidindo a Sapient), empresas de marketing digital e de mídia, diz que o objetivo é descobrir as boas ideias que estão surgindo pelo País – buscando casos em centros de inovação que ganham força em Estados como Bahia, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Pernambuco. 

“Esse foi um dos motivos para a gente dizer para nós mesmos: por que não uma Fast Company brasileira? Afinal, o Brasil é hoje o terceiro maior mercado global em criação de ‘unicórnios’ (apelidado dado às startups que atingem valor de mercado superior a US$ 1 bilhão)”, explica.

Tudo o que sabemos sobre:
marketingpublicidadestartup

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.