Fator Relevante

Ex-dono da Del Valle está de volta com nova marca

Clayton Netz, O Estado de S.Paulo

21 de abril de 2010 | 00h00

O empresário Gabriel Salomão, responsável pela vinda ao País da mexicana Del Valle - hoje uma marca da Coca-Cola e líder nacional no segmento de sucos prontos -, decidiu voltar ao mercado e concorrer com a gigante mundial de bebidas. Para isso, investiu R$ 10 milhões na abertura de uma fábrica em Trindade (GO). Sua nova empresa, a VivaFrut, vai produzir duas linhas de bebidas, a Viva Brasil (sucos) e a GTea (chás prontos), com estreia no varejo prevista para maio. "Analisei o mercado e vi que tinha espaço para outros players", diz Salomão. Hoje, as duas principais marcas, Del Valle e Sufresh, da empresa Wow, respondem por um terço do mercado, que movimenta R$ 233 milhões por ano. Existe um mercado potencial enorme, já que o consumo per capita é de apenas cerca de três litros por ano.

A estratégia de Salomão está focada em duas frentes. Uma delas é tornar seus produtos conhecidos por meio do pequeno varejo, como lojas de conveniência, padarias e alguns supermercados de pequeno porte. "Mas também estamos em negociações com grandes redes de varejo", diz Salomão. Inicialmente, os sucos e chás serão comercializados em cinco Estados: São Paulo, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Minas Gerais e Espírito Santo. A outra iniciativa da VivaFrut é apostar em sabores diferenciados, como as frutas nordestinas (cajá, caju e acerola) e da Amazônia (açaí e cupuaçu), além dos tradicionais campeões de venda - uva, pêssego e manga. O preço médio do produto também deve ficar um pouco abaixo do dos líderes. A expectativa de Salomão é faturar, já no primeiro ano, R$ 35 milhões.

Para distribuir o produto, o empresário contará com o apoio de outra empresa de seu grupo, a Tok Take, que fornece bebidas e alimentos por meio de máquinas automáticas importadas pela companhia. Administrada por três filhos de Salomão, a Tok Take tem mais de 1,2 mil clientes e 500 mil usuários, espalhados por 60 cidades de dez Estados. É essa logística que Salomão vai aproveitar para o novo negócio. "Acredito na receptividade do varejo para bebidas prontas consideradas saudáveis, que vêm tirando mercado dos refrigerantes", diz.

FEIRA AGRÍCOLA

R$ 800 mi

é a expectativa de negócios gerados no Agrishow, de Ribeirão Preto (SP), entre 26 e 30 de abril. São esperados 140 mil visitantes

COMÉRCIO EXTERIOR

Brasil e EUA discutem relação bilateral

O governo brasileiro está buscando alternativas para aumentar as vendas para os Estados Unidos. No dia 4 de maio, reúnem-se em Brasília técnicos do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic) do Brasil e do Departamento de Comércio dos EUA. Três tópicos estarão na agenda: padronização dos produtos, inovação e promoção comercial. "Parece um detalhe, mas é impressionante a quantidade de comércio que deixa de ser feito por produtos fora do padrão", disse à repórter Raquel Landim o secretário de Comércio Exterior, Welber Barral.

Na semana passada, Barral esteve em Washington para preparar o encontro de maio. Ele se reuniu com o subsecretário de Comércio americano, Francisco Sanchez, membros do Congresso e do setor privado.

Governo preocupado

Os dados do comércio exterior entre os dois países assustam e ajudam a entender a preocupação do governo. Em 2002, os EUA respondiam por 25,4% das exportações brasileiras. Esse porcentual caiu para 13,85% em 2008 e ficou em apenas 10,2% no ano passado. "Os Estados Unidos estão saindo da crise, voltarão a crescer e a comprar", disse Barral. "Não podemos perder nosso market share." Segundo ele, os números acima preocuparam as autoridades em Washington. A meta da administração Obama é dobrar as exportações. "Os americanos já perceberam que não dá para vender mais sem comprar mais."

MARKETING

Sony Ericsson reforça ações na internet

A Sony Ericsson reservou 20% do orçamento deste ano da área de marketing no Brasil para ações voltadas à internet, o dobro do valor investido em 2009. A decisão veio após a constatação de que a mídia virtual é uma ferramenta eficaz para estreitar as relações com os consumidores. A empresa de telefonia está lançando uma página na web, a Sony Ericsson Preview, que trará conteúdos exclusivos, como lançamentos da marca, novidades do mercado e informações sobre o produto. Além disso, o site servirá para unir as lojas virtuais de telefonia e de eletrônicos da Sony.

FRANQUIAS

Demanda de mais, serviço de menos no Fran"s Café

Nada menos de 20 milhões de xícaras de café expresso, que consumirão uma montanha de 200 toneladas de pó, deverão ser servidas até o fim do ano pela rede de franquias Fran"s Café. Em dezembro, a rede espera comemorar um faturamento anual de R$ 72,5 milhões, um aumento de 15% sobre o obtido em 2008. Segundo Henrique Ribeiro, diretor do Fran"s Café, a expectativa se baseia no crescimento do número de franqueados. "A estimativa é fechar o ano com cerca de 150 lojas no País", diz Ribeiro.

Resta saber como os franqueados da rede enfrentarão esse aumento da demanda. Como já constatou qualquer pessoa que tenha entrado numa de suas lojas, o Fran"s Café, com seu estilo de atendimento "devagar quase parando", transformou-se num caso exemplar de uma boa ideia colocada em prática de forma equivocada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.