Fábio Motta|Estadão
Fábio Motta|Estadão

Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

'Faturamento cresceu de 30% a 40%’

ITATIAIA (RJ) - Pequenos empresários também surfam na onda da chegada da Jaguar Land Rover. Há dois anos, quando abriu a loja Ita Materiais de Construção, Vilson Coutinho, de 49 anos, não imaginava fornecer para a montadora. “Começamos a arar terra juntos, vendendo uma quantidade mínima, e agora estou colhendo frutos.” Antes da chegada da empresa, ele vendia entre 140 e 300 sacos de cimento por mês. Para a obra da montadora, começou fornecendo dez sacos.

Idiana Tomazelli, O Estado de S.Paulo

28 de novembro de 2015 | 18h22

“Era pouco, mas me coloquei à disposição.” Agora, ele envia 245 sacos por semana, em média. Nos últimos dias, recebeu o maior pedido registrado por ele até agora, de quase mil sacos do material para os últimos retoques na fábrica. “Meu faturamento cresceu entre 30% e 40% só com eles. Sou pequeno, estou vendendo o almoço para comprar o jantar. Para mim, está sendo importante.”

Coutinho está de olho nos reflexos sobre a cidade, que ainda tem muitos lotes vazios e outros com construções em andamento. “Tenho planos de melhorar em 2016 e 2017, talvez até contratar alguém”, diz o microempresário, que hoje tem apenas um funcionário.

Tudo o que sabemos sobre:
Coutinho

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.