Faturamento da indústria de máquinas sobe 13,2% no primeiro semestre

O Nível de Utilização da Capacidade Instalada (Nuci) do setor chegou a 83,6% em junho, o maior desde dezembro de 2008, quando atingiu 84,2%

Anne Warth, da Agência Estado,

27 de julho de 2010 | 15h36

O faturamento nominal da indústria de máquinas e equipamentos teve um crescimento de 13,2% no primeiro semestre deste ano, para R$ 33,9 bilhões, segundo dados da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq).

As exportações de bens de capital alcançaram US$ 4 bilhões no primeiro semestre, uma elevação de 6,5% ante os seis primeiros meses de 2009. As importações somaram US$ 10,6 bilhões, alta de 14,6% em relação ao primeiro semestre do ano passado. O déficit comercial no período foi de US$ 6,6 bilhões, 20,2% maior que no ano passado. A Abimaq prevê que o déficit comercial do setor encerre o ano em cerca de US$ 12 bilhões.

Em junho, o faturamento do setor foi de R$ 6,1 bilhões, alta de 8,4% ante maio e de 7,9% sobre junho de 2009. No mês, as exportações foram de US$ 714 milhões, queda de 2,4% ante maio, mas um crescimento de 6,3% sobre junho de 2009. As importações somaram US$ 1,9 bilhões em junho, redução de 0,6% ante maio, mas uma elevação de 42% sobre junho de 2009.

O Nível de Utilização da Capacidade Instalada (Nuci) do setor chegou a 83,6% em junho, o maior desde dezembro de 2008, quando atingiu 84,2%. No mês passado, o setor empregava 244.651 empregados, variação 0,1% superior ao verificado em maio de 2010.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.