Faturamento de microempresa cai pelo 7º mês seguido

O faturamento real das micro e pequenas empresas paulistas registrou em abril forte queda pelo sétimo mês consecutivo, apontou hoje pesquisa de indicadores do Sebrae-SP, realizada em colaboração com a Fundação Seade. O levantamento, que monitora o desempenho de 2,7 mil empresas no Estado, indica retração de 9,9% do faturamento na comparação com o mesmo mês do ano passado. Em março, a queda havia sido de 9% ante igual mês de 2008. Na análise dos economistas do Sebrae, os desdobramentos da crise financeira mundial continuam prejudicando as vendas dos pequenos negócios.

GUSTAVO URIBE, Agencia Estado

04 de junho de 2009 | 20h14

O indicador também registrou queda na comparação mensal. Em abril, o faturamento das micro e pequenas empresas caiu 1,8% em relação a março. De acordo com os economistas da entidade, o recuo mensal é atribuído ao fato de que abril deste ano teve três dias úteis a menos que março. Na comparação por região, as empresas que sofreram maior queda em relação a abril do ano passado foram às do ABC paulista, com baixa de 14,8%.

Na análise por setores, o segmento de serviços foi o único a registrar variação positiva, registrando alta de 0,8% ante o mesmo mês do ano passado. A maior retração na comparação por setores foi observada no segmento de indústria, que teve queda de 19,2% no mesmo período de análise.

Tudo o que sabemos sobre:
Sebrae-SPpequenas empresas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.