Faturamento do comércio em SP cresceu 5,42% em 2004

As vendas do comércio varejista na Região Metropolitana de São Paulo (RMSP)resultaram em um faturamento de 5,42% para o setor, segundo a Pesquisa Conjuntural do Comércio Varejista divulgada hoje pela Federação do Comércio do Estado de São Paulo (Fecomercio).O crescimento, no entanto, não foi suficiente para impedir a insatisfação dos comerciantes. Segundo eles, a expansão do faturamento em 2004 "não é tão significativa, se considerado o desempenho de 2003, quando houve queda de 3,8%". A equipe econômica da Fecomércio destaca também o fato de o faturamento do varejo ter chegado a acumular um crescimento de 7,38% em julho do ano passado e desacelerado no decorrer dos últimos meses do ano.O crescimento do faturamento do comércio no ano passado, ainda que insatisfatório, foi atribuído pela Assessoria Econômica da Fecomércio à expansão do crédito para pessoas físicas e à reversão na tendência de crescimento nas taxas de desemprego. "Essa combinação contribuiu para a elevação do nível de confiança dos consumidores, resultando na retomada do crescimento", afirmam os economistas da Fecomércio.Destaque para eletrodomésticosO segmento de eletrodomésticos foi o que mais contribuiu para o aumento de 5,42% do faturamento do setor do comércio varejista em 2004. O faturamento com as vendas de eletrodomésticos no ano passado chegou a 18%, o maior entre os setores pesquisados.Para os economistas da Federação, "este segmento beneficiou-se do aumento do volume de crédito e de uma demanda reprimida por quase três anos de fraco ritmo econômico e desemprego".O segundo melhor desempenho setorial foi apresentado pelo segmento de vestuário, com uma expansão de 16,89% em relação a 2003. As vendas dos supermercados, no entanto, resultaram em um crescimento de apenas 1,38% no faturamento do setor ante 2003.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.