Faturamento do Pólo Industrial de Manaus cresce 33,8%

O Pólo Industrial de Manaus (PIM) encerrou o primeiro quadrimestre de 2005 com aumento de 33,8% no faturamento, na comparação com igual período de 2004. Os dados constam do informativo mensal "Suframa Hoje" e levam em conta os Indicadores de Desempenho elaborados pela Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa). No acumulado entre janeiro e abril de 2005, as indústrias do parque industrial de Manaus faturaram US$ 5,1 bilhões, número superior aos US$ 3,8 bilhões dos primeiros quatro meses do no anterior.De acordo com o levantamento, o desempenho foi puxado, sobretudo, pelas vendas externas da região, que aumentaram 174,1% na mesma base de comparação, e atingiram US$ 697,9 milhões, segundo dados consolidados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), com destaque para o comportamento das vendas de aparelhos de telefonia celular para o exterior, que responderam por 56% do volume da região.ProdutosNo primeiro quadrimestre de 2005, as exportações de aparelhos produzidos no PIM superaram o total negociado com o exterior em todo o ano de 2004. Foram vendidos no mercado internacional mais de 6 milhões de aparelhos, totalizando uma receita de aproximadamente US$ 393 milhões. Em 2004, foram exportados cerca de 4,5 milhões de unidades, com faturamento de US$ 300 milhões. Nos primeiros quatro meses de 2004, foram negociados com o mercado externo 830,8 mil aparelhos e o faturamento alcançou US$ 56,378 milhões.Responsáveis por 53% do faturamento do PIM, as indústrias de produtos eletroeletrônicos, incluindo os fabricantes de bens de informática, faturaram US$ 2,8 bilhões entre janeiro e abril de 2005, um incremento de 33,24% em relação a iguais meses de 2004, quando ficou em US$ 2,1 bilhões.Além destes segmentos, as motocicletas produzidas no PIM mereceram destaque da Suframa na pauta de produtos exportados pelo Amazonas. No período de janeiro a abril deste ano, foram negociados US$ 78,3 milhões em motocicletas, um aumento de mais de 100% na comparação com o mesmo período do ano passado. Em terceiro lugar, ficaram as vendas externas de preparações para elaboração de bebidas, também fabricadas no PIM, que totalizaram US$ 25,9 milhões e cresceram 4,43% na mesma base de comparação. Na quarta colocação, ficaram os aparelhos de televisão, cujas vendas externas somaram US$ 23,8 milhões no primeiro quadrimestre.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.