Faturamento do setor eletroeletrônico deve crescer 8%

A Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee) espera crescimento de 8% no faturamento do setor para 2013, aponta relatório divulgado na manhã desta quinta-feira pela entidade. Com isso, o faturamento deve chegar à marca de R$ 156,7 bilhões, ante R$ 145 bilhões registrados neste ano. A projeção do setor leva em conta a atual taxa de câmbio, com o dólar valendo mais de R$ 2, a desoneração na folha de pagamentos dos funcionários e a aceleração dos investimentos em infraestrutura devido à proximidade da realização da Copa do Mundo (2014) e Olimpíada (2016), explica o relatório.

GUILHERME WALTENBERG, Agencia Estado

13 de dezembro de 2012 | 12h17

A Abinee também espera crescimento de 4% nas exportações do setor, que devem chegar a US$ 8,1 bilhões. As importações devem crescer em ritmo ainda mais acelerado, 6%, batendo a marca de US$ 43,6 bilhões e elevando o déficit comercial para US$ 35,5 bilhões, marca recorde.

O número de trabalhadores empregados pelo setor deve continuar crescendo. Neste ano, a alta foi de 3 mil vagas, com o total passando para 183 mil trabalhadores no setor. Para 2013, a expectativa é de acréscimo de 4 mil trabalhadores, totalizando 187 mil empregados.

A Abinee também prevê investimentos da ordem de US$ 4,6 bilhões pelas indústrias de elétricos e eletrônicos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.