coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Faturamento do setor eletroeletrônico tem queda de 4%

O faturamento do setor eletroeletrônico caiu 4% no primeiro trimestre deste ano, em relação a igual período do ano passado, segundo divulgou hoje a Associação Brasileira da Indústria de Elétrica e Eletrônica (Abinee). A queda se deu, segundo a Abinee, devido ao recuo de 7% do mercado interno e de crescimento de apenas 8% nas exportações. A entidade não divulgou valores. Segundo os dados da Abinee, o faturamento no mercado interno caiu principalmente nos setores de telecomunicações (-59%), de componentes eletrônicos (-36%) e de informática (-4%). As quedas em componentes eletrônicos e informática são decorrência da retração do mercado de telecomunicações, segundo a entidade. A avaliação da Abinee é de que a performance de janeiro a março foi "positiva, considerando que, no primeiro trimestre do ano passado o setor eletroeletrônico estava em pleno processo de crescimento". O nível de utilização da capacidade produtiva cresceu no final do primeiro trimestre (67%) na comparação com dezembro de 2001 (64%) mas caiu em relação a março do ano passado (86%).De janeiro a março deste ano foram demitidos 3,9 mil funcionários, baixando o total de empregados de 131,1 mil em dezembro para 127,2 mil em março. A Abinee projeta um crescimento das vendas e encomendas para o segundo trimestre deste ano, até igualar os resultados de igual período de 2001. Pelas projeções, o faturamento de telecomunicações deve continuar a cair mas áreas como Geração, Transmissão e Distribuição de Energia (GTD), componentes, equipamentos industriais, informática e materiais de instalação devem crescer. A Abinee prevê ainda que o nível de utilização da capacidade instalada deverá crescer para 72% no final de junho, ainda abaixo do mesmo período de 2001 (84%).

Agencia Estado,

27 de maio de 2002 | 13h08

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.