Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Faturamento do varejo no Dia das Mães cresce 1,9% em 2009

Alta foi puxada pelos bens semiduráveis, como roupas, que renderam aos lojistas 2,6% mais do que em 2008

Equipe AE,

13 de maio de 2009 | 17h02

O faturamento do comércio varejista nesse Dia das Mães cresceu 1,9% em relação à mesma data de 2008, indica sondagem da Federação do Comércio do Estado de São Paulo (Fecomercio) divulgada nesta quarta-feira, 13. A alta foi puxada pelos bens semiduráveis, como roupas e sapatos, que renderam aos lojistas 2,6% mais do que em 2008. A venda de bens duráveis, como eletrodomésticos e carros, aumentou 0,4%. Em 2008, o faturamento total do varejo no período em análise havia crescido 5% em relação a 2007.

 

O cartão de crédito foi a forma preferida de pagamento dos consumidores - 56% usaram essa modalidade. Apesar de, dez dias antes do Dia das Mães, 66% dos entrevistados dizerem que pagariam o presente à vista, um dia após a data, apenas 33% efetivamente o fizeram. Outros 9% usaram cheque pré-datado. A pré-sondagem foi feita em 30 de abril e a sondagem, em 11 de maio.

 

O levantamento da Fecomercio indica que em 2009 aumentaram as promoções de Dia das Mães. Se, ano passado, 45% dos lojistas lançaram mão de promoções, este ano o porcentual subiu para 60%. A maioria das lojas apostou em ofertas relâmpagos (47%) e descontos (26%). As ações publicitárias foram a estratégia de 31% dos comerciantes, mas 69% deles não investiram em propaganda.

 

A Fecomercio ouviu 80 lojistas da cidade de São Paulo. A maioria deles (55%) não alterou seus estoques em comparação com 2008. Vinte e quatro por cento aumentaram e 19% diminuíram os estoques.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.