Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Faturamento do varejo sobe 2,4% em janeiro

Os segmentos que mais cresceram foram comércio eletrônico (33,3%) e eletrodomésticos e eletroeletrônicos (11,9%) 

Agência Estado,

26 de março de 2012 | 11h11

O varejo na região metropolitana de São Paulo faturou em janeiro 2,4% a mais o mesmo mês de 2011, informou nesta segunda-feira a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP). De acordo com a Pesquisa Conjuntural do Comércio Varejista, o faturamento real do setor atingiu R$ 12,7 bilhões no primeiro mês deste ano. Na comparação com dezembro, houve queda de 19,5%.

Os segmentos que registraram as maiores altas ante o mesmo mês do ano passado foram comércio eletrônico (33,3%), eletrodomésticos e eletroeletrônicos (11,9%), vestuário, tecidos e calçados (11,7%), móveis e decorações (8%), comércio automotivo (2,3%) e supermercados (0,4%). No mesmo período, tiveram queda no faturamento real farmácias e perfumarias (-12,7%), material de construção (-8,3%) e lojas de departamentos (-1,6%).

O resultado de janeiro surpreendeu a FecomercioSP, que esperava uma desaceleração de vendas no primeiro trimestre como sinal de "esgotamento gradativo do fôlego dos consumidores" frente à crise econômica mundial. No entanto, o aumento real de 7,5% no salário mínimo, políticas de facilitação ao crédito e desoneração fiscal para a compra de eletrodomésticos mantiveram o ritmo de consumo nos padrões do fim do ano passado.

O resultado do comércio varejista da região metropolitana de São Paulo em 2012 vai depender, segundo a entidade, da crise europeia e da velocidade de recuperação da economia norte-americana, além do comportamento da inflação brasileira.

Tudo o que sabemos sobre:
varejoFecomercioSP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.