Estadão
Estadão

Fazenda discute previdência dos Estados

Custo do pagamento das aposentadorias dos servidores é um dos gastos obrigatórios que mais contribuíram para a deterioração das contas dos governos estaduais

Adriana Fernandes, O Estado de S.Paulo

30 Junho 2016 | 09h09

BRASÍLIA - O Ministério da Fazenda começou a discutir ontem com os secretários de Fazenda dos Estados mudanças nos regimes próprios de Previdência dos servidores públicos estaduais. A ideia do governo federal é apresentar uma proposta de emenda constitucional (PEC) ao Congresso Nacional que contemple também alterações nas regras da aposentadoria do funcionalismo dos Estados.

O custo do pagamento das aposentadorias dos servidores é um dos gastos obrigatórios que mais contribuíram para a deterioração das contas dos governos estaduais. O governo também apresentou aos secretários proposta de mudança na legislação para permitir que o fundo de previdência dos servidores do Executivo federal assuma também a administração da previdência complementar dos servidores de Estados e municípios.

De acordo com a proposta do governo, os funcionários de Estados e municípios vão poder aderir à previdência por meio da Funpresp, que já administra a previdência complementar dos servidores do Poder Executivo e Legislativo e do Tribunal de Contas da União, além das universidades federais. A expectativa é que a Funpresp se torne em 15 anos o maior fundo de pensão do País.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.