Fazenda estima R$ 10 bi de restos a pagar cancelados

O ministério da Fazenda informou, por meio de nota, que devem ser cancelados até R$ 10 bilhões de restos a pagar não processados referentes a 2007, 2008 e 2009. Hoje o governo publicou um decreto cancelando todas as obras e serviços não iniciados até 30 de abril deste ano e inscritas como restos a pagar de 2007 a 2009.

RENATA VERÍSSIMO, Agencia Estado

29 de abril de 2011 | 12h50

No caso de obras e serviços executados em parceria com Estados e Municípios por intermédio de transferência de recursos federais, referentes ao exercício de 2009, foi dado o prazo de até 30 de junho de 2011 para o início da sua execução. Segundo o ministério da Fazenda, os restos a pagar não processados de 2007 a 2009 somam R$ 14,967 bilhões. Desse total, R$ 9,520 bilhões são de 2009, R$ 3,798 de 2008 e R$ 1,648 bilhão de 2007.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.