finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Fazenda proporá simplificação do sistema tributário

O ministro-chefe da Casa Civil, José Dirceu, anunciou hoje, que o Ministério da Fazenda está trabalhando para simplificação e desburocratização do sistema tributário, atendendo à antiga reivindicação dos empresários.A declaração foi feita em resposta a uma pergunta do ex-presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Mário Amato. Dirceu disse ainda que o governo pretende retomar a reforma da cobrança do ICMS logo após as eleições municipais.Em sua participação no 1º Fórum de Economia da FGV, organizado por entidades empresariais e sindicais, Dirceu defendeu uma união popular e empresarial para que sejam estabelecidas condições políticas para redução da taxa de juros.O ministro se disse um dos defensores da coalizão entre trabalhadores e empresários para a defesa do que chamou de problemas gravíssimos que o País enfrenta. Em nenhum momento Dirceu usou a expressão pacto nacional, usando apenas a expressão aliança.Juros podem subir Dirceu reforçou que a dinâmica macroeconômica atual no Brasil sempre usa a política monetária, com a alta dos juros, para enfrentar pressões inflacionárias. O ministro afirmou que o Banco Central deu sinais, em sua última ata, que não aceita essas pressões e tende a adotar uma política monetária mais restritiva. As conseqüências dessa eventual decisão, de acordo com ele, é a elevação do serviço da dívida (alta dos juros) e a possível desestimulação de novos investimentos.Dirceu disse ainda que o Brasil precisa olhar a agenda do desenvolvimento, deixando de lado a agenda da crise. Segundo ele, o País precisa se mobilizar em torno de quatro objetivos: a melhora da infra-estrutura; o aumento da escolaridade; investimento em tecnologia; e a promoção das reformas.Embora tenha feito a defesa de uma reforma política, o ministro disse acreditar que as reformas sindical e trabalhista avançarão antes. O ministro disse que o Governo Lula tem consciência desses desafios e está trabalhando para resolvê-los.

Agencia Estado,

13 de setembro de 2004 | 12h48

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.